exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Essential já não vai fazer segundo telemóvel e pode mesmo estar à venda

A empresa fundada por Andy Rubin, ex-Google, não terá ficado satisfeita com os volumes de vendas do primeiro modelo e terá mesmo cancelado os planos de produzir um novo modelo. Há rumores de que a empresa possa vir a ser comprada pela Google.

  • 333

Exame Informática

A Essential surgiu com um plano ambicioso de desenvolver não só telefones, como todo um ecossistema. O nome forte por trás desta ideia é o de Andy Rubin, co-fundador da Google. Agora, depois de ter vendido cerca de 90 mil aparelhos até fevereiro, a empresa terá decidido cancelar a produção do segundo telemóvel.

Segundo a Bloomberg, está mesmo a ser equacionada a venda de toda a empresa, incluindo o portefólio de patentes, hardware como o primeiro smartphone, um aparelho para smart home e uma câmara para se integrar no telefone. Além disto, os planos passam por “vender” também o talento dos engenheiros da Essential, que vieram da Apple e da Google.

O cancelamento da produção do segundo telefone foi confirmado por Andy Rubin no Twitter que explicou que a empresa está focada em colocar os esforços em aparelhos que façam a diferença e que incluem aparelhos móveis e dispositivos domésticos.

Uma comunicação interna enviada na sequência da notícia da Bloomberg revela que a Essential está a procurar angariar mais dinheiro e que uma das soluções pode mesmo passar por uma venda.

  • 333