exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Simplex+2018: Governo avança com faturas sem papel e central de marcações

No mais recente pacote de medidas do Simplex, também há lugar para a contratação de cientistas, agilização de serviços relacionados com a partentalidade e ainda uma plataforma de divulgação de produtos nacionais

  • 333

São oito as medidas bandeira que o mais recente de pacote de modernização da Administração Pública prevê para os tempos mais próximos: o gabinete de Maria Manuel Leitão Marques, ministra da Presidência e da Modernização Administrativa já deu a conhecer parte do Simplex+2018 aos órgãos de comunicação social. As iniciativas previstas pelo novo capítulo do Simplex deverão ser conhecidas durante a tarde num evento em Lisboa. Além dos testes com um robô no atendimento ao público, a mais recente vaga de medidas do Simplex prevê alterações na emissão de faturas e a criação de uma central de marcação de serviços públicos na Internet.

No grupo de oito medidas bandeira do Simplex+2018, o Governo compromete-se a introduzir alterações na forma como são emitidas faturas . O guião que o Governo já começou a disponibilizar aos meios de comunicação não fornece muitos detalhes, mas assume o compromisso de «regulamentar a possibilidade de dispensa da impressão de faturas».

A previsível redução de faturas impressas em papel não é a única novidade que promete mudar o quotidiano dos portugueses; o gabinete de Leitão Marques fez saber que vai avançar com a criação de uma central on-line que vai permitir fazer marcações de serviços prestados pela Administração Pública.

Das iniciativas agora anunciadas consta o desenvolvimento de mecanismos capazes de agilizar a contratação de profissionais ligados à ciência, com «um enquadramento legal que permita uma simplificação e agilização da contratação pública para atividades de I&D».

O Simplex+2018 contempla ainda o lançamento de um serviço na Internet com o propósito de facilitar «a interação entre o cidadão e a Segurança Social, numa perspetiva automatizada», no que toca a questões relacionadas com a parentalidade.

Da lista de medidas bandeira destaque ainda para a constituição de uma bolsa de fornecedores de produtos agroalimentares que deverá começar por arrancar, a título de teste, numa das direções regionais de agricultura e pesca, e ainda a medida Qual@escola, que prevê a «criação de uma funcionalidade de informação georreferenciada relativa à área de influência de estabelecimentos escolares da rede pública».

Para rematar as principais medidas deste novo pacote Simplex, uma iniciativa da área dos negócios: nos próximos tempos, vai ser criada uma plataforma que, além da partilha de experiências, terá como principal objetivo a promoção e a divulgação de empresas portuguesas no estrangeiro, através da Internet.

  • 333