exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

China quer vigiar cidadãos através de chips RFID obrigatórios nos carros

As autoridades da China estão a ponderar tornar obrigatória a instalação de chips RFID nos carros em circulação. O objetivo oficial é o de monitorizar o tráfego, mas esta pode ser uma nova forma de controlo sobre os cidadãos.

  • 333

Exame Informática

A partir de 1 de julho, os cidadãos chineses podem voluntariamente inscrever-se no programa que instala chips RFID nos veículos. Todos os carros novos vendidos a partir de 2019 terão este chip obrigatoriamente instalado. Os chips são colocados no para-brisas com o objetivo anunciado de monitorizar melhor o tráfego nas ruas e ajudar a reduzir a poluição. Este sistema não permitirá o acesso à localização do carro a qualquer momento, como acontece com o GPS, mas pode ser uma forma dissimulada de controlar os cidadãos e as dezenas de milhões de veículos nas estradas.

James Andrew Lewis, vice-presidente do Center for Strategic and International Studies, aponta exatamente nesse sentido: esta provavelmente será mais uma forma de o governo monitorizar cidadãos, avança o The Verge.

Em algumas regiões da China, há pontos de segurança que monitorizam as matrículas dos carros que passam e o reconhecimento facial é comum, seja por óculos inteligentes ou por câmaras especiais. O governo força ainda a utilização de routers aprovados, controla a liberdade de expressão e está a preparar um sistema de “crédito social” onde vários fatores podem intervir para classificar os cidadãos.

  • 333