exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Critical Software e BMW juntas na produção de software para automóveis

A joint venture denominada de Critical TechWorks prevê a criação de centros de investigação e desenvolvimento em Lisboa e no Porto

  • 333

A Critical Software e a BMW anunciaram hoje em Lisboa uma parceria para o desenvolvimento de software para automóveis. A joint venture denominada de Critical TechWorks prevê a criação de centros de investigação e desenvolvimento em Lisboa e no Porto, informa o Público.

No anúncio feito em simultâneo pela empresa conimbricence e pelo gigante industrial bávaro, foi ainda lembrado que a parceria só poderá seguir em frente depois de receber a autorização das autoridades da concorrência alemã e portuguesa. A parceria agora anunciada tem em vista o desenvolvimento de funcionalidades e soluções para veículos autónomos.

«A Critical TechWorks terá a sua sede no Porto e centros de engenharia no Porto e em Lisboa, estabelecendo assim, em Portugal, um novo centro de excelência tecnológica. Focar-se-á em áreas de especialização como Artificial Intelligence, Big Data, Smart Factories, Customer Ecosystems, Vehicle Connectivity e Car Sharing Services», refere a Critical Software em comunicado.

A BMW não é a única fabricante ligada ao mundo automóvel a apostar em Portugal para o desenvolvimento de tecnologias: a Bosch tem vindo a desenvolver muito do software para carros autónomos a partir de Braga; e a Mercedes anunciou, há cerca de um ano, a instalação de um centro de desenvolvimento de serviços digitais em Lisboa.

A Critical Software tem vindo a protagonizar um movimento de expansão, depois de um crescimento de 40% da faturação entre 2014 e 2017. Em fevereiro, a startup de Coimbra fez saber que pretendia contratar mais de 60 pessoas para ocuparem funções nos escritórios de Évora, Tomar, Vila Real e Viseu. A Critical Software conta atualmente 20 anos de atividade. Começou por dar que falar com o desenvolvimento de software com taxas de erro muito reduzidas para agências espaciais e logo se expandiu para outros setores, como a energia e o setor automóvel.

À semelhança de outras marcas, a BMW tem vindo a correr no encalço da nova geração de carros autónomos. A empresa anunciou recentemente que vai investir cerca de 500 milhões de euros no desenvolvimento de carros autónomos, que possam viajar em autoestrada sem qualquer intervenção humana já em 2021. Em paralelo com o projeto iNext, a fabricante alemão apresentou o novo campus de veículos autónomos nos arredores de Munique.

Pode conhecer um pouco mais dos planos da BMW para os carros autónomos na reportagem da EI TV que se encontra nesta página.

  • 333