exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

EUA preparam-se para restringir o acesso da China às tecnologias

Chip Somodevilla

A Administração Trump quer impor um bloqueio que impede as empresas chinesas de comprarem tecnologia às companhias dos EUA. Os mercados já reagiram, com as ações a baixarem rapidamente.

  • 333

Exame Informática

Fonte oficial do governo de Trump confirmou que está a ser preparada legislação que irá impedir empresas detidas pelo menos a 25% pelo governo chinês de negociarem com tecnológicas americanas de relevo. A medida, segundo a Reuters, deve ser anunciada esta sexta-feira, com o limite de posse do governo chinês a poder ser alterado ainda. O objetivo dos EUA é interferir com o plano industrial chinês «Made in China 2025», que visa colocar aquele país asiático no topo em tecnologias de informação, na indústria aerospacial, engenharia maria, farmacêuticas, veículos, robótica e outros setores hi-tech.

O Departamento do Tesouro dos EUA prepara-se para invocar o International Emergency Economic Powers Act de 1977 para poder agir rapidamente. Esta legislação dá ao presidente a autoridade para restringir o acesso a bens económicos alegando preocupações com a segurança nacional.

A Casa Branca, o Departamento do Tesouro e o Departamento do Comércio não comentaram a implementação destas restrições.

Os mercados reagiram a estas notícias e, ao fim do dia de ontem, as ações da Intel, Micron Technologies e Nvidia viram o seu valor em bolsa diminuir rapidamente, com receios de se poder estar a entrar num conflito económico.