exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

DuckDuckGo aplaude multa bilionária à Google, mas alerta que é preciso mais

A empresa que detem o motor de busca DuckDuckGo alerta que as práticas anti-concorrenciais da Google em relação às pesquisas não se ficam pelo Android e denuncia duas outras situações.

  • 333

Exame Informática

A União Europeia multou a Google em cinco mil milhões de dólares por práticas anti-concorrenciais no que diz respeito às pesquisas feitas no Android. A dona do motor de busca rival DuckDuckGo explica que este mau comportamento da gigante não se restringe apenas ao Android e pede que sejam tomadas mais medidas.

A DuckDuckGo revela que a Google detem o domínio duck.com, pelo menos desde 2011. Sabe-se que o domínio foi registado antes da DuckDuckGo ter surgido no mercado em 2008, mas não é claro quando é que passou a ser propriedade da Google. Alguns potenciais interessados no motor de busca DuckDuckGo e que sejam menos experientes podem estar a ser redirecionados para este site da Google. Segundo a queixosa, esta prática «confunde consistentemente os utilizadores», cita o The Verge.

Por outro lado, a empresa denuncia ainda que «de cada vez que atualizamos a nossa extensão para o navegador Chrome, os utilizadores recebem uma caixa de diálogo de aspeto oficial a perguntar se pretendem reverter as suas definições de pesquisas e desativar a extensão por completo». Alguns utilizadores podem seguir estas indicações e passam depois a ter o Google como motor de busca predefinidio, prejudicando a concorrência.

Estas queixas da DuckDuckGo surgiram no Twitter, na sequência da notícia de que a Google terá sido multada em cinco mil milhões de dólares pela União Europeia. A gigante tecnológica já fez saber entretanto que vai recorrer da decisão.