exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

TSMC: fábricas foram infetadas com variante do WannaCry

Meses depois de terem surgido as primeiras infeções com o WannaCry, o malware continua a acumular vítimas: agora é a vez da TSMC assumir que 80% das suas fábricas foram afetadas durante o fim de semana, mas que a produção está a decorrer agora com normalidade.

  • 333

Exame Informática

A TSMC confirma que foi alvo de uma infeção na passada sexta-feira, mas rejeita a possibilidade de ter sido um ataque de hackers. «Já fomos atacados por vírus antes, mas esta é a primeira vez que um vírus afeta as nossas linhas de produção», disse Lora Ho, responsável financeiro da empresa.

Segundo fonte oficial, os sistemas foram infetados por uma variante do WannaCry, que fez com que alguns programas se desligassem ou se reiniciassem constantemente. O problema surgiu porque uma nova ferramenta de software não foi analisada completamente antes de ser instalada. A partir daí, e uma vez numa máquina conectada à rede interna, a infeção espalhou-se rapidamente, explica a Cnet. Não há confirmação de que o atraso da linha de produção tenha afetado o fabrico de chips para iPhones.

A TSMC adianta ainda que não se trata de ransomware, uma vez que o vírus não tinha capacidade para encriptar e sequestrar dados. Por outro lado, a empresa admite ainda que vai ter atrasos nas entregas e que espera um impacto inferior a 2% nas receitas do terceiro trimestre e nas margens de lucro. A fabricante espera conseguir recuperar dos atrasos no trimestre seguinte.

  • 333