exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Amazon retira da loja livro que explica como imprimir uma arma em 3D

A Amazon diz que o livro viola o regulamento da loja eletrónica, mas o grupo Defense Distributed (que produziu os esquemas para a produção das armas em 3D, diz que vai continuar a lutar pelo seu direito à liberdade de expressão.

  • 333

Exame Informática

A Exame Informática já produziu e testou duas Liberator com o auxílio da Polícia de Segurança Pública. Pode ver o vídeo e ler esse conteúdo na Exame Informática Semanal. O artigo está aberto e é um exclusivo nacional.

O livro The Liberator Code Book, An Exercise in Freedom of Speech, da Defense Distributed, foi retirado da livraria da Amazon. O maior retalhista eletrónico do mundo (embora a chinesa Alibaba seja a que mais rentável) afirmou ao The Washington Post que o livro viola o seu código de conduta o que a levou a retirar a obra de 584 páginas onde figura o código que permite a qualquer um produzir uma Liberator – a arma em plástico produzida numa impressora 3D.

O livro é da autoria de uma organização sem fins lucrativos, baseada no Texas, que investiga e desenha armas feitas em impressoras 3D. A empresa já tinha sido forçada no final de julho por um tribunal federal americano a remover da Internet os ficheiros com as plantas para a produção de armas desse tipo. No entanto, no dia 1 de agosto, deu entrada na Amazon o livro que acaba por contornar a ordem judicial porque dá acesso ao mesmo tipo de informação, mas num suporte diferente.

Com o argumento de que “o código é uma forma de expressão”, o autor do livro em questão, CJ Awelow, escrevia na descrição que acompanhava o artigo na Amazon que: “Medidas vão continuar a ser tomadas para lutar pelo direito à liberdade de expressão e pelo direito de poder possuir armas”.

A decisão do tribunal federal americano, que se aplica a 12 estados americanos que defendem a proibição da publicação e distribuição de materiais que permitam o acesso a armas produzidas livremente em impressoras 3D por serem uma ameaça à segurança pública, argumenta que as armas feitas em impressoras 3D não contêm número de série – e por isso não são rastreáveis.

A Defense Distributed acusa o tribunal federal de estar a violar a Liberdade de Expressão postulada na Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos.

Para já, o The Liberator Code Book, An Exercise in Freedom of Speech está fora Amazon, falta saber que outro meio vão os apoiantes da Defense Distributed encontrar para distribuir as técnicas necessárias à produção da Liberator.

  • 333