exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Como a Inteligência Artificial pode ajudar causas humanitárias

Exame Informática

  • 333

A Microsoft vai investir 40 milhões de dólares nos próximos cinco anos em projetos que pretendem empregar soluções de AI para ajudar em causas humanitárias.

Exame Informática

A Microsoft anunciou o AI for Humanitarian Action, um programa que prevê um investimento de 40 milhões de dólares nos próximos cinco anos em iniciativas que pretendam usar Inteligência Artificial para ajudar em causas humanitárias. De acordo com o presidente da empresa de Redmond, Brad Smith, «acreditamos que a tecnologia, como a AI combinada com as soluções cloud, pode mudar o jogo, ajudar a salvar mais vidas, aliviar o sofrimento e restaurar a dignidade humana». O responsável prevê uma ajuda para as organizações poderem antecipar melhor, prever e dirigir os esforços de uma forma concertada, noticia o Engadget.

Este programa vai incidir sobre quatro vertentes: resposta a desastres, necessidades das crianças, auxílio a refugiados e desalojados e direitos humanos. A empresa pretende trabalhar com organizações não governamentais e grupos humanitários para obter dados e aplicar melhor a sua experiência.

No que concerne a respostas em caso de desastres, o objetivo é usar a AI para prever melhor as calamidades, conseguir perceber os danos mais rapidamente e dirigir a ajuda de uma forma mais concertada. Por outro lado, a Microsoft pretende colaborar com a ONU e outras entidades para monitorizar casos de fome e proteção infantil, seja em caso de doenças infantis ou de tráfico de menores. Por fim, há ainda o projeto de usar chatbots para ajudar os refugiados a comunicar melhor ou o plano para usar traduções feitas por AI para ligar todos os que estão no terreno a defender direitos humanos.

Veja um vídeo de apresentação da iniciativa.