exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Talkdesk: a terceira startup criada por portugueses a valer mil milhões

Depois da mais recente ronda de investimentos, a Talkdesk passa a ter um valor estimado de 1250 milhões dólares

  • 333

A Talkdesk, empresa criada por jovens empresários portugueses nos EUA, passou a fasquia dos mil milhões de dólares de valorização na mais recente ronda de captação de investimento. Um comunicado da empresa especializada em criar ferramentas que facilitam a criação de call centers, numa lógica de cloud computing revela que a mais recente ronda de investimento repercutiu-se na angariação de «100 milhões de dólares, o montante mais alto alguma vez levantado por uma empresa privada no setor dos centros de contacto no mundo».

Mais de 90% do investimento agora anunciado foi assegurado pela Viking Global, empresa de Nova Iorque que passa a garantir inferior a 10% do capital e um lugar na administração da Talkdesk. A parcela mais pequena da ronda de investimento foi assegurada pela assegurada pela DFJ, informa a Visão.

Com estes investimentos, a Talkdesk passa a ter um valor estimado de 1250 milhões dólares (1085 milhões de euros).

«Estamos muito contentes por continuar a investir na Talkdesk, que se tornou uma empresa que está a liderar a transformação do mercado de centros de contacto, um mercado que vale cerca de 40 mil milhões de dólares. Acreditamos que 2019 será o ano em que os centros de contacto baseados em nuvem se tornarão a regra, e não a exceção, e a Talkdesk está a liderar esse caminho», informa a Talkdesk em comunicado.

A Talkdesk é uma empresa sedeada em São Francisco. O projeto de negócio surgiu depois da participação bem-sucedida num concurso de empreendedorismo nos EUA. A empresa foi criada por Tiago Paiva e Cristina Fonseca – que entretanto saiu da empresa. Atualmente, a empresa conta com mais de 400 trabalhadores – e emprega mais de 250 pessoas em Portugal. A empresa pretende chegar aos mil profissionais dentro de dois anos.

A Talkdesk é a terceira empresa ligada às tecnologias que foi criada por portugueses e garante o estatuto de unicórnio: a Farfetch, uma plataforma de comércio de marcas de luxo que tem sede no Reino Unido, é o caso de sucesso criado por portugueses que pode apresentar mais zeros à direita nas estimativas de valor dos três unicórnios portugueses. A Outsystems, que produz plataformas de programação com elementos visuais, é a única destas empresas que foi criada por portugueses em Portugal, tendo expandido o negócio para o estrangeiro.

  • 333