exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Irão encontrou espiões da CIA pelo Google

A agência de inteligência iraniana recebeu informação detalhada sobre uma das formas de comunicação usadas pelos agentes da CIA e recorreu ao Google para procurar páginas com traços semelhantes. 30 agentes terão sido identificados desta forma.

  • 333

Exame Informática

Um agente duplo revelou à inteligência iraniana como a CIA estava a comunicar internamente com os seus agentes através de websites. Uma pesquisa no Google por páginas com traços comuns no URL ajudou os iranianos a descobrir mais de 30 agentes em 2011, noticia a Yahoo News. Outra estratégia paralela do Irão nesta altura passou por tentar aliciar espiões norte-americanos para se tornarem agentes duplos.

A CIA usava a mesma plataforma web based para as comunicações com fontes noutras áreas do globo e os investigadores iranianos usaram o mesmo método para descobrir e alegadamente assassinar cerca de 30 pessoas chinesas que eram fontes da CIA, entre 2011 e 2012. Por outro lado, a agência norte-americana teve de alterar e acelerar o seu processo de recrutamento por desconfiar que a China teria sido informada sobre os seus canais de comunicação.

Em 2015, o Office of Personnel Management terá sido atacado por ciberespiões e a informação aí obtida, em conjugação com a quebra do sistema de comunicações poderá ter mesmo obrigado a CIA a retirar agentes do terreno.

Ainda não se conhecem muitos detalhes sobre o canal de comunicações que foi exposto, mas sabe-se que se trata de um front-end baseado na web e que pode ser procurado pelo Google. O controlo apertado sobre a Internet feito na China e no Irão poderá ter sido suficiente para as autoridades nacionais descobrirem quem visitava as páginas e alterar o tráfego para páginas falseadas e que redirecionassem os agentes da CIA a revelar mais informações.

  • 333