exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Metade dos utilizadores viu vídeos do YouTube para aprender a fazer algo

Um estudo norte-americano concluiu que 51% dos espetadores de vídeos do YouTube recorreu à plataforma para aprender a fazer alguma coisa que não sabiam.

  • 333

Exame Informática

A Pew Research Center inquiriu 4594 utilizadores dos EUA sobre os hábitos de utilização do YouTube. O estudo concluiu que 51% dos espetadores refere que confia na plataforma de vídeos para aprender a fazer algo como fazer um nó de gravata, a cozinhar um novo prato ou a desenhar, por exemplo. O The Verge fez o teste de começar a digitar a expressão “How to” e deixou o Google mostrar os resultados. A conclusão é que há cada vez mais itens relacionados com o popular jogo Fortnite, mas também resultados algo “inesperados” como, por exemplo, atar um nó de gravata, resolver o cubo de Rubik ou mesmo desenhar.

O estudo continua e mostra que, além de fins “educativos”, o YouTube foi usado também para passar o tempo (28%), procurar dicas antes de se comprar algo novo (19%) ou somente saber o que se passa no mundo (19%).

Apesar de o YouTube poder não ser uma fonte confiável de notícias «cerca de 32% dos utilizadores que visitam o site várias vezes ao dia – e 19% dos que o fazem uma vez por dia – diz que [o portal] é muito importante para ajudar a perceber como as coisas se estão a passar no mundo», cita o estudo. Uma maioria (64%) revelou que sabe que, por vezes, os vídeos que são vistos são «obviamente falsos», 60% admite ter encontrado ocasionalmente vídeos que mostram comportamentos perigosos e 11% diz ter visto regularmente conteúdos abusivos no site.

Dos que têm filhos, 81% dos pais permitem que os mais novos vejam o YouTube e 34% admitem fazê-lo regularmente.

Veja o estudo completo aqui.