exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Chineses não gostam do cheiro a carro novo, mas a Ford quer tratar disso

Enquanto em quase todo o mundo, o cheiro a carro novo é um odor agradável, na China parece não o ser. A Ford está a patentear um sistema que o irá remover mais rapidamente.

  • 333

Exame Informática

Os fabricantes automóveis estão a lutar contra o cheiro a carro novo na China, depois de se perceber que a população local considera-o mesmo repulsivo. A Ford patenteou um sistema que passa por um software que deteta a localização do veículo e o clima para reagir com ações como abrir a janela, ligar o motor, o aquecedor e uma ventoinha para remover o cheiro dos componentes que contribuem para o odor.

A patente registada nos EUA explica que o cheiro a carro novo persiste num automóvel novo durante alguns meses depois da compra e que há relatos de que alguns clientes não gostam do cheiro e até se irritam ou ficam doentes com os VOCs (de Volatile Organic Compound) no interior de um veículo, noticia o ArsTechnica.

Este sistema de eliminação do cheiro só deverá funcionar num carro com algum nível de autonomia uma vez que pressupõe que a viatura consegue detetar que está bom tempo e vai encontrar um lugar ao Sol onde possa abrir as janelas para ventilar o odor.

«Esta patente é o resultado de anos de pesquisa e é apenas uma ideia que estamos a considerar para um uso futuro», disse Debbie Mielewski, que lidera a divisão de materiais sustentáveis da Ford. AInda não há qualquer indicação sobre quando é que o sistema poderá ser implementado.

  • 333