exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Facebook recorre da multa do caso Cambridge Analytica

KIRILL KUDRYAVTSEV

A rede social de Mark Zuckerberg vai recorrer da multa aplicada na sequência do escândalo Cambridge Analytica no Reino Unido por considerar que não há provas de que os dados dos utilizadores tenham sido partilhados inapropriadamente.

  • 333

Exame Informática

O regulador do Reino Unido aplicou uma multa ao Facebook na sequência das revelações das práticas da empresa com a Cambridge Analytica no valor de 500 mil libras, ou cerca de 561 mil euros. A equipa legal do Facebook vai no entanto recorrer da penalização financeira, a mais elevada que o Information Comissioner’s Office pode aplicar. O Facebook considera que a decisão do ICO é injustificada e que não há evidências de que os dados tenham sido partilhados de forma inapropriada, pelo que irá recorrer da decisão, noticia a Cnet.

Recorde-se que há uns meses surgiram notícias de que o Facebook teria partilhado dados de milhões de utilizadores com a Cambridge Analytica e que essa informação teria sido usada para criar anúncios e conteúdos políticos que influenciaram as eleições presidenciais dos EUA em 2016.

Desde que estas revelações apareceram publicamente, o Facebook tem estado numa batalha para defender a sua imagem pública. Uma vez que a Cambridge Analytica está sedeada no Reino Unido, o regulador britânico considera ser o responsável por multar o Facebook, tendo sido o único a atuar neste sentido. O ICO defende que a multa é devida por o Facebook ter permitido que dados passassem para terceiros sem validações ou condicionalismos prévios. Segundo esta organização, os dados de mais de um milhão de britânicos terão sido partilhados de forma menos própria.

Depois da apresentação do recurso do Facebook, a decisão vai passar agora para a General Regulatory Chamber. Ainda assim, a empresa de Zuckerberg pode ainda recorrer para outro tribunal, caso a decisão não lhe seja favorável.