exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Microsoft quer usar IA para prever que PCs com Windows terão malware

A empresa lançou um concurso para investigadores desenvolverem modelos preditivos de segurança. O prémio a entregar é de 25 mil dólares

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

A Microsoft está interessada em desenvolver um algoritmo capaz de prever que tipo de PCs com Windows têm maior probabilidade de vir a ser infetados com malware. O desafio no valor de 25 mil dólares (cerca de 22 mil euros) foi colocado na Kaggle, uma plataforma recentemente adquirida pela Google que se destaca pela comunidade de cientistas de dados que reúne.

A competição está ser coordenada pela equipa de Windows Defender Advanced Threat Protection da Microsoft e por académicos da Northeastern University e do Georgia Institute of Technology. O objetivo é que os investigadores criem um modelo que vá bem além da simples distinção entre a possível infeção iminente de uma máquina com Windows XP versus Windows 10, explica a ZDNet.

Para ajudar os investigadores neste desafio, a Microsoft está a fornecer 9,4 GB de dados anónimos recolhidos de 16,8 milhões de dispositivos com Windows Defender. Assim, entre as informações cedidas estão a localização da máquina, que tipo de antivírus está instalado e ativo, qual o browser predefinido, que CPU usa, qual a versão do sistema operativo instalada, etc.

Os interessados no concurso terão três meses para desenvolver e enviar um modelo preditivo fiável. É possível fazer a inscrição neste link e juntar-se às mais de 100 equipas que já demonstraram essa intenção.