exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Huawei despede funcionário detido por espionagem na Polónia

A fabricante chinesa está envolta em várias polémicas em todo o mundo e não quer correr riscos: acaba de despedir Weijing Wang, o seu funcionário detido na Polónia acusado de espionagem, apesar de o caso não estar ligado à empresa diretamente

  • 333

Exame Informática

Weijing Wang foi preso e acusado de estar envolvido num esquema de espionagem, em parceria com um cidadão polaco. A Huawei quer distanciar-se o máximo possível destas polémicas e acaba de o despedir, apesar de as acusações não a visarem diretamente.

Recorde-se que a responsável financeira Wangzhou Meng foi detida no Canadá e poderá ser extraditada para os EUA para ser acusada de ter ajudado a furar as sanções decretadas pelos americanos. Além disso, agências de espionagem e governos ocidentais desconfiam de que os aparelhos Huawei possam estar a ser usados como mecanismos de espionagem a favor do governo chinês, lembra o Engadget.

Na sequência desta detenção, o ministro polaco Joachim Brudzinski pediu à UE e à NATO para coordenarem um potencial bloqueio à venda de aparelhos da Huawei. O projeto de investimento da Huawei na rede 5G na Polónia poderá ser afetado por esta polémica.