exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Perigos dos smartwatch para crianças na mira da UE

Smartwatch da Enox - Imagem da UE

As preocupações surgem no âmbito das polémicas relacionadas com a proteção de dados, levando Bruxelas a dar especial enfoque à proteção de menores contra predadores.

  • 333

Francisco Garcia

A União Europeia lançou recentemente um alerta para o perigo que os smartwatch Safe-Kid-One da Enox podem representar para as crianças. Este relógio, que permite aos pais receber informações da localização dos filhos, pode ser facilmente pirateado por possíveis predadores na Internet.

O relógio vem equipado com um sinalizador de GPS, um microfone, um speaker e tem ainda uma app que permite aos pais dos utilizadores localizá-los e contactá-los.

Em comunicado, a UE afirmou que «um utilizador mal intencionado pode enviar comandos para o relógio de forma a manipular a criança que o usa e localizá-la através das suas coordenadas GPS.»

O alerta originalmente dado pela Islândia, foi já disseminado pelas várias autoridades europeias. Ole Anton Bieltvedt, fundador da Enox, afirmou à BBC que o produto está disponível no mercado, por ter passado em testes de segurança feitos em 2018, na Alemanha, e que a versão do produto que foi testado pela UE já não se encontra no mercado.

Vários páises tomaram já medidas na prevensão do uso deste tipo de aparelhos por parte de crianças, como é o caso da Alemanha que desde 2017 baniu os smartwach para crianças do mercado por considerá-los «aparelhos de espionagem».

  • 333