exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Facebook sabe ciclo menstrual e batimento cardíaco mesmo de pessoas sem perfil na rede

CHRISTOPHE SIMON / Getty Images

É mais uma achega na polémica da partilha de dados sem respeito pela privacidade. Há apps que partilham informação dos utilizadores com o Facebook, mesmo que estes não tenham perfil na rede de Zuckerberg.

  • 333

Exame Informática

Uma investigação do The Wall Street Journal revela que pelo menos 11 apps populares enviaram dados dos utilizadores ao Facebook, mesmo que estes não tivessem perfil na rede ou estivessem dentro da sua conta. As aplicações em causa usam software do Facebook e o registo de atividade como o batimento cardíaco, o ciclo menstrual ou que casas estiveram a ver para comprar é partilhado assim com a empresa de Zuckerberg.

O gigante tecnológico consegue saber quando é que as utilizadoras estavam no seu período menstrual através de dados registados na Flo Period & Ovulation Tracker, qual o batimento cardíaco registado no Instant Heart Rate ou as casas vistas no Realtor.com.

Os criadores destas apps usam ferramentas analíticas construídas pelo Facebook para monitorizar a utilização das aplicações e assim servir publicidade direcionada. Uma porta voz do Facebook explicou que a partilha de informações é como a publicidade mobile funciona e que é um standard da indústria. «O problema é como a app usa a informação para a publicidade online. No Facebook, exigimos que os developers de apps sejam claros com os utilizadores acerca da informação que é partilhada connosco e proibimos os developers de partilharem dados sensíveis», cita o The Verge. No entanto, a empresa terá recebido alguma informação que viola os termos do negócio do Facebook que estipulam que não é parilhada informação de saúde, financeira ou de outras categorias sensíveis.