exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Fundador da Xiaomi: recebe bónus de mil milhões de dólares e doa tudo para caridade

O sucesso da valorização em bolsa da Xiaomi resultou num prémio gigantesco para o CEO Lei Jun, que terá decidido doar o valor para caridade

  • 333

Exame Informática

Lei Jun recebeu mais de 636 milhões de ações como bónus pelas suas contribuições para a empresa. A Xiaomi divulgou um relatório junto das entidades financeiras onde detalha que o CEO e fundador da empresa recebeu estas ações, avaliadas em 961 milhões de dólares e que decidiu doar todo o montante para caridade, depois de impostos.

A empresa chinesa não descreveu exatamente para que fins caridosos o dinheiro foi doado e não respondeu aos pedidos de comentários da CNN. A Xiaomi entrou em bolsa em julho do ano passado e o preço das ações foi sendo revisto, entre preocupações sobre o abrandamento da procura de smartphones e o aumento da competição, nomeadamente da Samsung, Huawei, Apple, Samsung, Oppo e Vivo.

O fundador da empresa, atual CEO também, Lei Jun tem ações avaliadas em mais de 11 mil milhões de dólares.

  • 333