exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Uber permite que condutoras sauditas conduzam apenas mulheres

Condutoras sauditas passam a poder conduzir apenas mulheres

Uber

A transportadora disponibilizou esta opção devido ao elevado número de assédios e abusos às trabalhadoras da empresa

  • 333

Francisco Garcia

A Uber disponibilizou uma opção que permite às condutoras da Arábia Saudita poderem escolher conduzir apenas mulheres. Esta opção passou a estar disponível após 74% das colaboradoras ter mostrado que não está interessada em conduzir homens devido ao elevado número de assédios e abusos que têm ocorrido desde que a Uber e outras companhias contrataram mulheres condutoras neste país.

Segundo a CNBC, um responsável da Uber referiu que «é necessário compreender que as trabalhadoras sauditas estão a testemunhar uma mudança cultural intensa no país (…), a Uber considera que é necessário repensar melhor a estratégia de adaptação ao sistema de trabalho vigente, para que o negócio possa crescer a longo prazo».

Desde de junho do ano passado que as mulheres podem conduzir na Arábia Saudita, uma medida que faz parte do plano “Vision 2030”, que procura acelerar o desenvolvimento económico do país, aumentando a participação das mulheres em tarefas que apenas os homens podiam previamente fazer.

De acordo com o The National, o governo saudita anunciou recentemente ter feito um novo regulamento para assegurar um ambiente mais “confortável” para as mulheres trabalhadoras. As diretivas, publicadas pelo Ministério do Trabalho e do Desenvolvimento Social saudita em janeiro deste ano, obrigam as entidades patronais a criar «um ambiente digno para as mulheres poderem executar as suas tarefas» e assegurar que as mulheres passem a ter igualdade de pagamento.

  • 333