exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Google I/O: uma chuva de novidades da Google

Justin Sullivan - Getty Images

Na conferência anual da empresa, a gigante tecnológica apresentou novidades em peso

  • 333

Francisco Garcia

A Google anunciou uma série de novidades ontem, durante a sua conferência anual, Google I/O, nas quais tem estado a trabalhar desde há um ano, nomeadamente, novos telefones, uma versão melhorada do assistente de voz, novas ferramentas e até um dark theme.

Smartphones Pixel 3a e 3a XL

Tal como se veio a confirmar vão ser lançados dois novos modelos do smartphone da Google, o Pixel 3a e o 3a XL que serão mais económicos, devido a terem um processador ligeiramente menos potente, o Snapdragon 670, em vez de um Snapdragon 845, e de terem uma capacidade de armazenamento menor, que rondará os 64GB.

Embora também já não tenham a capacidade de carregamento wireless, os modelos agora vão ter espaço para uma entrada de jack de 3,5 milímetros.

O Pixel 3a terá um preço inicial de 399 dólares (aproximadamente 356 euros), um ecrã de 5,6 polegadas, uma câmara com 12,2 megapixeis, um sistema operativo Android 9.0 e vai pesar cerca de 147 gramas.

No caso do Pixel 3a XL, o preço rondará os 479 dólares (cerca de 427 euros), o seu ecrã chegará às 6 polegadas e terá um peso de 167 gramas.

Ambos vão ter uma memória RAM de 4GB e não terão a possibilidade de ter um cartão microSD. Chegarão a Portugal dia 15 de maio e vão estar disponíveis em 3 cores: branco, preto e roxo.

Nest Hub e o Nest Hub Max

A Google está a dar uma nova cara ao seu serviço Google Home Hub, agora chama-lhe Nest Hub e está mais barato. Por 129 dólares (aproximadamente 115 euros) pode obter o modelo de 7” e o de 10”, por 229 dólares (cerca de 204 euros). A Google adicionou um botão para ligar/desligar a câmara e microfone do aparelho, embora segundo a TechCrunch não seja possível ligar/desligar separadamente as duas funções.

O Nest Hub Max terá uma nova função de “Face Match”, que reconhece as expressões faciais do utilizador e com elas personaliza melhor as respostas que dá. Numa publicação a Google afirmou que «o reconhecimento facial é processado pelo dispositivo através de um sistema de machine learning e, dessa forma, a informação nunca sai do Nest Hub».

Este produto vai ter um ecrã até 10” com uma resolução de 720p, uma câmara com 6,5 megapixeis, a sua homepage tem uma galeria rotativa onde passam fotos que os utilizadores guardam e poderá ser usado, por exemplo, para ver séries da Netflix ou da HBO, enquanto o utilizador se encontra no conforto de sua casa. À semelhança do modelo predecessor, o Home Hub, este modelo possui sensores que adaptam o ecrã ao nível de luz e reajustam a temperatura de cor em diferentes ambientes.

Segundo a Google, estará disponível nas cores “charcoal” e “chalk” a partir do verão deste ano.

Realidade aumentada aplicada ao motor de busca

Em certos casos, o motor de busca da Google vai mostrar modelos em 3D, caso o utilizador pesquise por certas palavras como, por exemplo, um modelo específico de spatos, ou um tubarão-branco. Ao tocar no modelo, o utilizador poderá colocá-lo num plano do mundo real através da realidade aumentada.

Esta nova opção faz parte do pacote de atualizações que a empresa norte-americana está a adicionar à Google Lens, que pretende dar aos utilizadores uma experiência mais real. Agora, no caso de estar à procura de um prato em específico num restaurante, a Lens recorre a informação do Google Maps, para reunir um conjunto de fotos do local do estabelecimento.

Caso aponte a câmara para um recibo, a Lens abre a calculadora para se fazerem as contas necessárias após a refeição. No caso estar a viajar no estrangeiro e apontar para um sinal na rua que não consiga ler, o software consegue traduzir para a sua língua materna o significado do aviso.

Duplex na web

Embora tenha sido lançado na conferência do ano passado, o Duplex, um sistema de serviço ao cliente que recorre a um software de inteligência artificial para ajudar pequenos negócios (como restaurantes ou barbearias), vai ter alguns upgrades, nomeadamente, uma expansão para negócios na Internet.

Agora, negócios como o aluguer de carros vão estar incluídos na oferta deste serviço: basta o utilizador “pedir um carro de aluguer”, o Duplex acede ao website de uma companhia de aluguer de automóveis e começa automaticamente a preencher os requisitos para levar o processo avante.

Consegue preencher datas, tendo por base as informações na aplicação do calendário e regista as preferências, baseando-se em confirmações de aluguer anteriores que estejam no Gmail do utilizador.

Assistente Google modernizado

Uma das proezas da Google foi ter conseguido reduzir o “peso” dos seus modelos de reconhecimento de voz para metade de um gigabyte, suficientemente pequenos para caberem na memória de um smartphone.

Ao estar instalado localmente no dispositivo, as conversações com a assistente de voz são quase instantâneas, uma vez que não recorre à cloud. Ainda, este software funciona mesmo que o utilizador se mantenha em “Modo Avião”.

A grande novidade neste sistema é a capacidade de resposta rápida a comandos curtos como “chama-me uma boleia” ou “liga a lanterna”, apresentando um delay muito pequeno entre o pedido e resposta.

A Google afirma que a assistente de “nova geração” vai chegar aos smartphone Pixel ainda durante este ano.

Mobilidade: Assistente Google no Waze, no Modo Condução e Maps Incógnito

A Assistente Google vai chegar à aplicação Waze dentro das próximas semanas e vai permitir uma partilha mais comunitária das condições na estrada. Caso os condutores utilizem um sistema operativo Android, vão poder reportar, por exemplo, acidentes nas estradas em que passam, através do comando de voz.

O comando de voz vai chegar também ao Modo Condução. Basta o utilizador dizer “Google, vamos conduzir” e a Assistente aciona este Modo, que foca informações importante que o condutor deve prestar atenção enquanto conduz, nomeadamente, direções para locais de interesse e controlo de ficheiros de áudio.

Outra das grandes novidades, será o modo incógnito na aplicação Google Maps, que à semelhança do modo incógnito num browser, vai prevenir que as pesquisas e rotas fiquem assinaladas no histórico da conta.

Transcrições Live

Através de uma opção que a Google deu o nome de “Live Relay”, as chamadas de voz poderão ser transcritas em mensagens de texto, em tempo real. Veja o seguinte vídeo publicado na página oficial de Twitter da Google:

Dark Theme

Ao descarregar o Android Q beta poderá aceder ao novo tema negro, que estará presente em todas as apps de Android. Segundo a The Verge, a partir de agora será possível ligar/desligar o modo negro, escolher as cores manualmente na app invertida e ligá-la para o modo de poupar bateria.

Projeto Euphonia

Entre as demais novidades, a Google apresentou também um dos seus mais recentes projetos, que resultou de uma parceria com o ALS Therapy Development Institute e o ALS Residence Initiative, duas instituições ligadas à investigação da esclerose lateral amiotrófica, e pretende tornar a comunicação mais fácil entre pacientes com esta doença e os seus familiares.

Segundo a Engadget, embora o projeto se encontre ainda em fase de desenvolvimento, a Google recolheu já milhares de amostras de voz e pretende, num futuro próximo, fazer com que o sistema de inteligência artificial esteja capacitado a traduzir gestos e sons, em comandos.

Veja aqui o vídeo publicado no Twitter oficial da empresa:

  • 333