exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Descobertas redes de notícias falsas de extrema-direita no Facebook

Ben Pruchnie - Getty Images

Uma investigação independente revelou a existência de dezenas de páginas e centenas de perfis de Facebook de vários países com o objetivo de influenciar as eleições europeias e virá-las para a extrema-direita.

  • 333

Exame Informática

O Facebook eliminou 77 páginas e 230 contas de Alemanha, Reino Unido, França, Itália, Espanha e Polónia. Estes conteúdos tinham uma audiência de mais de 32 milhões de pessoas e geraram mais de 67 milhões de interações, como gostos ou partilhas. O problema é que os conteúdos eram parte de campanhas de desinformação criadas com o intuito de espalhar a ideologia de extrema-direita, numa altura em que se aproximam as eleições europeias.

O Avaaz, que detetou as páginas falsas, diz que estes conteúdos tinham mais seguidores e interações do que os principais partidos de extrema-direita europeus ou anti-Europa. League, AdF, VOX, Brexit Party, Rassemblement National e PiS em conjunto têm nove milhões de interações nos últimos três meses. As páginas agora desabilitadas contabilizavam 13 milhões de interações e 5,9 milhões de seguidores (o triplo dos seguidores dos partidos de extrema-direita), noticia o Tech Crunch.

Entre os conteúdos que estavam a ser publicados naquela rede está um vídeo viral que alegadamente mostra imigrantes ilegais a destruirem um carro de polícia em Itália. A filmagem na verdade faz parte de um filme e esse mito já terá sido destruído há alguns anos. O grupo Avaaz terá denunciado ao Facebook mais de 500 páginas e grupos suspeitos, resultado de uma investigação de três meses sobre campanhas de desinformação na Europa.

  • 333