exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Investigadores mostram como a Internet está a mudar o cérebro dos utilizadores

Um conjunto de investigadores da Europa, Austrália e América concluiu que os utilizadores que passam muitas horas a navegar na Internet têm um desempenho pior em tarefas que envolvem memória e são distraídos mais facilmente.

  • 333

Exame Informática

A conclusão deste estudo permite vaticinar que as futuras gerações vão mesmo ser afetadas negativamente pela utilização excessiva da Internet. A equipa de investigadores colocou centenas de participantes a realizar tarefas cognitivas e testes de memória, concluindo que as pessoas que passavam mais horas a navegar na Net tinham mais dificuldades em realizar as tarefas de memória e em manter-se concentrados.

O trabalho foi publicado no World Psychiatry no mês passado e Joseph Firth, que liderou o grupo, explica que o design atual da Internet está a alterar a estrutura e as capacidades do cérebro humano. O cientista explica que o fluxo constante de pedidos e notificações encoraja-nos a estar com a atenção dividida constantemente, o que, por sua vez, «diminui a nossa capacidade de manter a concentração numa única tarefa».

Outro “vício” é causado porque a informação está disponível com muito mais facilidade e mais rapidamente, o que faz com que não haja tanta necessidade de retenção de informação e de uso da memória.

O estudo completo pode ser encontrado no repositório da Western Sydney University e conta com participações de Harvard, Kings College, Oxford e University of Manchester.

  • 333