exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Google desiste (outra vez) de fabricar tablets

A gigante tecnológica confirmou as notícias que indicavam que teria desistido de produzir tablets. O vice-presidente Rick Osterloh escreve que as equipas do Android e Chrome OS continuam focadas em parcerias para desenvolver software para estes aparelhos.

  • 333

Exame Informática

Em 2013, o Nexus 7, em 2015, o Pixel C e agora o Pixel Slate. A Google tentou já algumas vezes produzir o seu próprio hardware para tablets, mas sem grande sucesso. A Computerworld avançou durante o dia de hoje com um relato que indicava que a Google se preparava novamente para desistir do segmento, tendo inclusivamente cancelado o desenvolvimento de dois modelos que ainda não chegaram ao mercado.

Numa mensagem no Twitter, Rick Osterloh, vice-presidente senior da empresa, confirmou a decisão de negócio, esclarecendo que a empresa vai continuar a apostar em vários outros equipamentos de hardware e que as equipas de developers do Chrome OS e do Android vão manter as parcerias com fabricantes de tablets para criar software para consumidor final, empresas e fins educativos.

O elevado preço (599 dólares) e o baixo desempenho do Pixel Slate ditaram a sua pouca aceitação e as muitas críticas que recebeu nas reviews da especialidade, tanto que a Google acabou por não o disponibilizar no mercado. Assim, o primeiro modelo do Slate ao alcance dos consumidores foi o Pixel Slate Intel Core M3, a um preço de 799 dólares, que o colocava a competir e perder com o iPad Pro, lembra o ArsTechnica.

A mensagem de Osterloh deixa perceber que a equipa está a desenvolver novos portáteis, indiciando que vem aí um novo Pixelbook.

  • 333