exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Rússia nega interferência em sinais GPS de aeroporto israelita

MENAHEM KAHANA - Getty Images

O embaixador russo em Israel negou já o envolvimento da Rússia nesta situação. Tudo aponta para que o problema possa ter acontecido indiretamente quando a Rússia utilizou esta técnica para deixar os seus aviões indetetáveis na Síria

  • 333

Francisco JM Garcia

O governo israelita acusou a Rússia de ser responsável pelas interferências ao sinal de GPS do aeroporto israelita Ben Gurion. De acordo com a BBC, os responsáveis do aeroporto israelita contaram que este problema tem tido um «impacto significativo» nas operações da infraestrutura.

Ao canal inglês, o embaixador russo em Israel negou o envolvimento do seu país em qualquer atividade relacionada com esta situação e disse que as acusações não passam de «fake news», reiterando que não podem ser «levadas a sério».

Embora as interferências de sinal não tenham causado acidentes desde que começaram em junho, a autoridade para a aviação israelita afirmou que os pilotos poderão começar a recorrer a sistemas conhecidos pela sigla ILS, que costumam ser usados na aproximação à pista. Segundo a BBC, as interferências afetam exclusivamente os sinais de GPS nos céus e não a nível terrestre.

O canal britânico avança ainda que a situação pode ter acontecido resultado de uma tentativa da Rússia em tentar interferir com sinais GPS como medida de segurança para proteger aviões na base aérea de Hmeimim, na Síria, que se encontra a 350 quilómetros a norte do aeroporto israelita.

  • 333