exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Nintendo vai mudar parte da produção chinesa para o Vietname

Chesnot - Getty Images

Uma porta-voz da empresa confirmou que a mudança estratégica não está relacionada com a tensão comercial entre os Estados Unidos e a China, mas sim com uma reorganização das linhas de produção de consolas Switch

  • 333

Francisco JM Garcia

A Nitendo anunciou esta quarta-feira que quer deslocar parte da linha de produção das consolas Nintendo Switch da China para o Vietname. A informação foi avançada por uma porta-voz da empresa japonesa à Reuters, que justificou a mudança estratégica da gigante dos videojogos como uma forma de diversificar os locais de produção de hardware.

A mesma representante confirmou ainda à agência de comunicação que a mudança não se deve à tensão comercial vivida entre os Estados Unidos e a China, sendo antes uma forma que a Nintendo encontrou para diversificar os riscos das linhas de produção.

De acordo com a Nikkei Asian Review, outras empresas japonesas como a Sharp, fabricante de componentes de eletrónica, e a Ricoh, marca conhecida pela produção de impressoras, estão a pensar mudar as suas linhas de produção para fora da China. No mês passado, a mesma publicação revelou que a Apple começou a estudar a possibilidade de mover entre 15 a 30% da sua capacidade de produção para países do sudeste asiático.

Estando relacionado, ou não, a tensão comercial no eixo dos Estados Unidos-China está, de certa forma, a mudar as dinâmicas de mercado e a influenciar a forma como as empresas levam a cabo os processos de produção.

Refira-se que cerca de 40% das 17 milhões de consolas produzidas no ano fiscal de 2018 foram vendidas no continente americano. Segundo a Nikkei Asian Review, a Nintendo, tal como muitas outras empresas, está a arranjar uma forma de evitar o risco associado às tarifas comerciais impostas pelos Estados Unidos, que teriam repercussões tanto para as operações da empresa como no processo de chegada dos produtos aos consumidores.

  • 333