exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Portugal Ventures investe cinco milhões em oito startups

seksan Mongkhonkhamsao

A entidade de capital de risco do Estado Português informa que fechou o primeiro semestre de 2019 com um investimento total de nove milhões de euros em 14 projetos empresariais

  • 333

A braço do estado português para os investimentos de capital de risco anunciou o investimento em 8 startups: Azitek, Beamian, CellmAbs, Chemitek, Fyde, Lovys, Noocity e TargTex foram as ideias de negócio selecionadas para receber um investimento total de cinco milhões de euros. O investimento vai ser aplicado em parceria com a Ignition Capital Network e com parceiros internacionais que deverão aplicar um total de 2,8 milhões de euros nas oito empresas selecionadas.

As oito startups foram selecionadas no âmbito da Call MVP, que foi lançada há cerca de um ano. Depois de duas edições esta captação de candidaturas passou a ser feita de forma contínua. A entidade de capital de risco informa que o primeiro semestre de 2019 fechou com um investimento total de nove milhões de euros em 14 projetos empresariais.

Na mais recente leva de investimentos, figuram duas startups que têm por base serviços de localização: A Azitek que pretende usar etiquetas RFID para localizar equipamentos e recursos dentro de aeroportos, portos marítimos e indústria automóvel; e ainda a Beamian, que desenvolveu uma plataforma alojada em cloud computing para gerir eventos e obter dados sobre a localização e as interações entre visitas e expositores através de etiquetas inteligentes.

A Portugal Ventures investiu ainda em duas empresas posicionadas no setor da saúde: a CellmAbs que tem vindo a operar na área da imuno-oncologia com o desenvolvimento de uma nova geração de classe de imunoterapias para o tratamento de tumores sólidos, como o cancro do pâncreas, colo-retal, bexiga, gástrico, mama, entre outros; e ainda a TargTex, que recorre à simulação por computador para desenvolver novos fármacos, tendo entre os potenciais produtos mais avançados um novo tratamento para um tipo de tumor cerebral conhecido por Glioblastoma Multiforme (GBM).

Ainda na lista de entidades apoiadas figuram a ChemiTek, que se distingue pelo desenvolvimento de soluções que, além da proteção, garantem que os painéis solares se mantêm limpos, e a Fyde, uma empresa especializada em cibersegurança que pretende desenvolver proteções de acessos remotos de sistemas empresariais.

A lista das empresas que receberam o investimento da Portugal Ventures fica completa com a Lovys, uma startup que começou a operar em França com uma ferramenta digital que compila várias subscrições de seguros numa única mensalidade; e a Noocity, uma empresa que já instalou mais de 4000 metros quadrados de hortas urbanas em cidades de vários países.

  • 333