exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Huawei ajudou a montar rede 3G da Coreia do Norte

VCG

Um trabalho jornalístico do Washington Post revela indícios de que a Huawei aliou-se a uma empresa chinesa para construir a rede 3G na Coreia do Norte, fornecendo materiais, know-how e tecnologia.

  • 333

Exame Informática

A Huawei e a empresa chinesa Panda International Information Technology colaboraram para construir e manter a rede 3G Koryolink na Coreia do Norte. Os trabalhos terão começado com a visita de Kim Jong Il à sede da Huawei em 2006 e a parceria ter-se-à mantido durante pelo menos oito anos. A Huawei, segundo documentos obtidos pelo Washington Post e pelo 38 North, forneceu a infra-estrutura celular, a gestão de rede e a encriptação, com a Panda a fornecer software e a ter transportado os equipamentos da fabricante.

A rede 3G Koryolink é uma rede restrita para os cidadãos da Coreia do Norte que não permite chamadas internacionais ou acesso à Internet e permite ao governo espiar as comunicações. A elite do governo coreano usa a mesma rede, mas com encriptação e a Huawei foi chamada a testar a solução, com a Panda a disponibilizar o software de acesso. O equipamento suportado pela Huawei permite espiar até cinco mil utilizadores, intercetando chamadas, mensagens, dados e até faxes, embora estes dados sejam já datados. Sabe-se que a Coreia do Norte intensificou os bloqueios a apps não autorizadas e tira capturas de ecrã aleatórias para registar a atividade dos utilizadores.

Um porta-voz da Huawei confrontado com este relatório afirmou que a empresa não tem presença empresarial na Coreia, embora o ênfase tenha sido dado ao verbo no presente.

O relato desta parceria e atuação coloca a Huawei novamente no olho do furacão em relação aos EUA. Recorde-se que a administração Trump decretou um bloqueio à empresa, acusando-a de ter violado as sanções económicas ao negociar com o Irão. Agora, a fabricante pode ter banido outras sanções, ao fornecer equipamento com conteúdo americano à Panda e ao ter colaborado com um regime ditatorial.

  • 333