exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Segmento dos tablets em queda, mas iPads continuam em alta

A Apple representa 38,1% do segmento dos tablets e teve um trimestre de crescimento, apesar de os outros fabricantes todos terem registado quedas nos números

  • 333

Exame Informática

Os dados da IDC mostram que foram colocados 32,2 milhões de tablets no mercado no segundo trimestre do ano, um número 5% abaixo dos 33,9 milhões vendidos em igual período do ano anterior. Por fabricantes, as tendências são opostas, mas positivas para a empresa de Cupertino: a Apple regista um aumento de 6,1% (12,3 milhões agora e 11,6 milhões em 2018) o que se traduz num aumento de quota de 34,1% para 38,1% do mercado.

A consultora conclui que o lançamento do iPad Air de 2019 contribuiu para este desempenho, uma vez que as vendas de iPads de entrada de gama desceram 7,5%. Apesar de a Apple não divulgar os resultados das expedições trimestrais, a IDC estima que o preço de venda médio de um tablet é agora de 413 dólares (cerca de 370 euros) , o que se traduz em vendas de 5,08 mil milhões para a marca da “maçã”, noticia o Apple Insider.

A completar o pódio surge em segundo lugar a Samsung (com mais 15,2% de quota, embora registe uma quebra nas vendas de 3,1% para os 4,9 milhões de tablets) e a Huawei (com presença de mercado de 10,3% e quebras nas vendas de 6,5% para as 3,3 milhões de unidades).

A Amazon surge em quarto lugar e foi a única fabricante do top 5, além da Apple, com motivos para sorrir, uma vez que aumentou o volume de vendas para os 2,4 milhões de unidades e aumentou a quota de mercado dos 4,8% para os 7,4%. A Lenovo termina a lista com 5,8% de quota e quebra nas vendas para as 7,5 milhões de unidades.

  • 333