exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Tim Cook avisa Donald Trump que taxas comerciais prejudicam a Apple e beneficiam a Samsung

O encontro entre o líder da Apple e o presidente americano foi marcado pela discussão de temas como o abrandamento do pacote de taxas comerciais a produtos chineses bem como a deslocação das unidades de produção da Apple para território americano

  • 333

Francisco JM Garcia

Tim Cook, o atual CEO da Apple, reuniu com Donald Trump para discutir um possível abrandamento do aumento das taxas aplicadas aos produtos chineses. De acordo com o presidente da empresa de Cupertino, o novo pacote de medidas que pretende aumentar a taxa de importação de alguns produtos em 10% e que está programado para entrar em vigor a partir de dia 1 de setembro, pode afetar a Apple. Neste cenário, a Samsung pode ganhar vantagem comercial na medida em que as suas unidades de produção se encontram noutros países que não a China, por exemplo, na Índia, Vietname e Indonésia.

«Tive uma ótimo encontro com Tim Cook», contou Trump à comunicação social. O presidente americano afirma terem falado do assunto das taxas comerciais sublinhando que Tim Cook acertou ao dizer que «a Samsung é o maior adversário e que não paga estas taxas por estar sediada na Coreia do Sul» – algo que segundo a Cnet, está a levar o presidente americano a considerar uma mudança estratégica no que toca à “guerra comercial” com a China.

Na lista de produtos que poderão sofrer com as novas medidas encontram-se os AirPods e o Apple Watch. Felizmente para a Apple, alguns dos artigos com maior sucesso comercial como os MacBooks, iPads e iPhones ficaram fora desta lista.

De acordo com a Cnet, Donald Trump tem apelado a uma realocação das unidades presentes na China para os Estados Unidos, de modo a que todo o processo seja completado em território americano.

  • 333