exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Elon Musk e Jack Ma: juntos em palco, afastados na opinião sobre a IA

VCG / Getty Images

Enquanto o fundador da Alibaba acredita que o ser humano será capaz de controlar a Inteligência Artificial, o líder da Tesla e SpaceX dá o exemplo da evolução dos videojogos para alertar para os perigos

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

A Conferência Mundial sobre Inteligência Artificial que se realizou em Xangai conseguiu a proeza de reunir em palco dois dos maiores empreendedores de sempre da tecnologia: Elon Musk, líder da Tesla e SpaceX, e Jack Ma, fundador da Alibaba. Segundo o relato da Business Insider, o debate foi quente, já que ambos possuem posições opostas sobre como a Inteligência Artificial (IA) vai afetar o futuro.

Um exemplo: Jack Ma referiu que não tinha receio do futuro da IA e Musk riu-se, retorquindo que essas seriam as suas «famosas últimas palavras». O empresário chinês, citado pela Business Insider, afirmou ainda: «Sou bastante otimista. E não julgo que a Inteligência Artificial seja uma ameaça. Não julgo que a Inteligência Artificial seja algo terrível. Mas os seres humanos são suficientemente espertos para aprender isso».

Um raciocínio de que Musk discorda, recorrendo ao rápido avanço do mundo dos videojogos para mostrar o perigo potencial da IA: «Se recuarmos 40 anos, 50 anos talvez, tínhamos o Pong, que eram apenas dois retângulos e um quadrado. Agora temos simulações fotorealísticas em tempo real com milhões de pessoas a jogar em simultâneo. Se olharmos para o ritmo da evolução, estes jogos tornar-se-ão indistinguíveis da realidade. Não serão capazes de ver a diferença. Ou isso ou a civilização vai acabar». Apesar do cenário catastrofista, o líder da Tesla esclarece: «Sou uma pessoa otimista por natureza, deixem-me esclarecer. (…) O ritmo da mudança em tecnologia é incrivelmente rápido. Está a ultrapassar a nossa capacidade de entendê-lo».

Quando passaram do tema da IA para a exploração de Marte, as opiniões dos dois empresários mantiveram-se opostas. Enquanto Elon Musk defende que devemos ser uma espécie multiplanetária, Jack Ma pretende continuar a focar-se na vida na Terra. O ponto em que ambos concordaram inequivocamente é o de que o amor continua a ser a resposta para sobreviver num mundo dominado por IA, porque é um sentimento que não possui uma lógica inerente, logo não poderá ser dominado pelas máquinas.

  • 333