exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Forças Armadas americanas modernizam sistema de controlo de lançamentos nucleares

NurPhoto - Getty Images

Embora ainda mantenha algumas das características do sistema antigo, o modelo agora é mais seguro, rápido e tem uma maior conectividade

  • 333

Francisco JM Garcia

As Forças Armadas (FA) americanas anunciaram que vão deixar de usar disquetes para coordenar operações que envolvam armas nucleares e passar a usar drives com «sistemas digitais de alta segurança para armazenamento de informação». O sistema foi criado pela IBM, instalado nos anos 70 do século passado e dá pelo nome de Strategic Automated Command and Control System (SACS, na sigla em inglês).

A informação foi avançada por Jason Rossi, uma alta patente das FA americanas, à c4isrnet.com, que contou que o sistema antigo era usado para enviar mensagens de emergência dos centros de comando para as forças em campo. Referiu ainda que o sistema era impenetrável por ter sido criado antes da Internet existir.

«Não se pode piratear algo que não tem um endereço de IP. É um sistema único – é velho e é bom», disse Rossi à mesma publicação.

De acordo com a Engadget, apesar da idade do sistema, a Força Aérea americana diz estar confiante com as melhorias de segurança que foram acrescentadas. «Queremos de certificar que os nossos adversários não conseguem tomar controlo de uma arma deste calibre e que ela vai agira apenas sob o nosso comando», reforçou Werner Dahm, diretor do quadro científico da Força Aérea americana, em 2016.

  • 333