exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Estudo revela que portugueses passam em média duas horas por dia na Internet

Hero Images - Getty Images

Os homens entre os 25 e os 36, com formação superior, trabalhadores nas áreas da administração e/ou gestão, residentes em áreas urbanas e que pertencem à classe social C2 ou D são o grupo com maior incidência deste tipo de casos

  • 333

Francisco JM Garcia

Um estudo sobre os hábitos online da população portuguesa conduzido pela PSE, uma empresa especializada em Data Science e Pesquisa Avançada, revelou que os portugueses passam em média duas horas por dia na Internet e que fazem média de 72 visitas na Internet.

A faixa etária com maior incidência situa-se nos homens entre os 25 e os 36 anos de idade que possuem formação superior, que trabalham em áreas associadas à gestão ou administrativo, residentes em áreas urbanas e que pertencem à classe social C2 ou D.

O estudo detalha ainda que o setor dos Media é o que os portugueses mais visitam na Internet (uma média de 117 visitas mensais por utilizador), seguido do setor dos classificados (com 80 visitas por mês), retalho (com 44 visitas por mês), banca (26 visitas por mês) e turismo (25 visitas mensais). No que toca ao tempo de visita, os classificados lideram a categoria com 98 segundos, depois o retalho com 93 segundos, automóvel com 92, turismo com 88 e telecomunicações com 82 segundos.

Cerca de 26% do volume total de buscas feitas pelos portugueses direciona-se à análise de produtos e serviços e respetivos preços, seguindo-se de 25% de pesquisas sobre lazer,viagens e turismo. Por fim, as pesquisas relacionadas com IT, nomeadamente, comparações de produtos, que atingem os 22%.

Nuno Santos, diretor do departamento de estratégia da PSE, referiu em comunicado que «quem são os Internautas portugueses e quais as suas principais preferências de navegação? Quando é que acedem à Internet e quais são as suas principais pesquisas? Em que setores de atividade cada perfil comportamental está mais presente e em que marcas navegam? São estas algumas das questões a que o presente estudo responde e que pensamos ser essenciais para as marcas de todos os setores saberem com quem comunicam digitalmente». Conclui, referindo que «em Portugal há uma média mensal de quase 7 milhões de internautas que navegam pela internet por mais de 364 milhões de horas, o que fizemos neste estudo, foi criar perfis comportamentais para estes internautas, arrumando-os em 15 personas e analisando a sua interação com 11 dos principais setores de atividade.»

A PSE categorizou ainda os diferentes tipos de utilizadores de Internet:

  • The Browser – sendo o perfil mais comum em Portugal responsável por 19% das visitas realizadas todos os meses.
  • Urban Professional – homens, na sua esmagadora maioria, residentes em polos urbanos com profissões qualificadas e graus superiores que utilizam a Internet preferencialmente numa ótica profissional.
  • Home Rider – utilizadores com profissões qualificadas e nível de ensino tendencialmente superior.
  • Online Student – jovens estudantes que utilizam a Internet para fins recreativos (televisão, conteúdos, conhecimento científico e cultura).
  • Young Communicator – tendencialmente jovens do sexo feminino com preferência para navegar nas redes sociais e aplicações de chat.
  • Social – a grande maioria são utilizadores do sexo feminino que prefere navegar nas páginas de Internet das suas redes sociais de eleição.
  • Googler – maioritariamente do sexo masculino que revelam preferência pela navegação em websites de pesquisa.
  • Power User – utilizadores que revelam um elevado volume de visitas e que estão quase sempre online.
  • Bon Vivant – internautas adultos na sua grande maioria do sexo masculino que utilizam a Internet para o lazer.
  • High Up Generation – jovens adultos com elevado conhecimento académico e posses financeiras.
  • Struggling Generation – jovens adultos tendencialmente do sexo feminino que pertencem a uma classe social inferior e com empregos menos qualificados ou em situação de desemprego.
  • Shopping Comparison Seeker – jovens adultos do sexo masculino de classes sociais baixas e com profissões pouco qualificadas que demonstram uma preferência em pesquisar sobre Comparison Shopping.
  • Senior Discoverer – utilizadores seniores com idade superior a 55 que na sua maioria são reformados e estão a dar os primeiros passos na Internet.
  • Senior Explorer – utilizadores seniores que se encontram na reforma e que têm algum grau de literacia digital.
  • Night Bird – na sua maioria utilizadores jovens do sexo masculino que optam pelo período noturno para navegar na Internet.
  • 333