AutoCAD regressa ao Mac

Márcio Florindo
31/08/2010 09:06
1
/
2
2
/
2

Depois de 18 anos de ausência, a Autodesk voltou a marcar presença no mercado Mac, com o lançamento de uma versão nativa do AutoCAD

Segundo o Mashable, passaram 18 anos desde que a Autodesk lançou, em 1992, a última versão nativa do AutoCAD para Macintosh. Agora, a empresa regressa à plataforma da Apple com uma versão da popular aplicação de desenho assistido por computador para Mac, bem como aplicações para iPad e iPhone.

Os programas para os dispositivos móveis da Apple permitirão aos profissionais importar, modificar e exportar ficheiros CAD.

Este regresso não será alheio ao facto de a quota de mercado da Apple continuar a crescer desde que a empresa adotou os processadores Intel para os seus computadores. De acordo com a Needham Charlie Wolf, o mercado profissional da Apple cresceu 50% no segundo trimestre, mais de três vezes a média de 15,7% do mercado. Por outro lado, a plataforma Mac cresceu também 200% no governo norte-americano.

O que lhe parece? O Mac está a tornar-se numa alternativa profissional viável ao Windows, agora que cada vez mais ferramentas profissionais estão a regressar à plataforma?

***Este texto foi escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico***

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Vídeos

Uma startup num minuto. A OceanScan zarpou dos laboratórios da Universidade do Porto para criar a única marca de submarinos robotizados portuguesa. No final do ano deverá faturar o primeiro milhão.

A Nvidia lança um tablet Android com ecrã de oito polegadas otimizado para jogos. Há um modo de consola para ligar o tablet à TV e um comando para jogar melhor. 

Já testamos o Sony Xperia Z3, um smartphone topo de gama com os lados arredondados e bastante resistente. 

Uma startup num minuto. Um papel e os sistema de pagamentos do Multibanco – é tudo o que a Last2Ticket precisa para criar um bilhete de concerto ou um voucher de hotel.

Em destaque neste programa: frente a frente, os phablets mais desejados do momento.

A Não perder

 Não é preciso gastar 500 euros para ter um bom smartphone! É o que provamos nesta edição, onde analisamos e comparamos 27 smartphones dos 60 aos 250 euros

EI Tv

Em destaque neste programa: frente a frente, os phablets mais desejados do momento.

Em destaque neste programa: fomos ver as casas que se movem e montamos uma impressora 3D a partir do zero.

Em destaque neste programa: testamos o Nvidia Shield e a pulseira inteligente Huawei Talkband B1.

 

O Twitter vai implementar uma ferramenta que lhe permite saber quais as apps tem cada utilizador no telemóvel ou no tablet, para poder apresentar publicidade ainda mais orientada.

X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .