Afinal, as Apps para o novo iPad não têm de ser maiores

Dilpesh Laxmidas
16/03/2012 10:20

As primeiras aplicações desenhadas para o novo iPad são bem maiores do que as anteriores, mas não tem de ser assim.

A família iPad vai ganhar um "irmão" mais pequeno

As aplicações que tirem partido da capacidade gráfica e do ecrã retina com maior resolução vão ser as principais “vítimas” e terão o maior crescimento. A própria Apple já atualizou as suas aplicações de forma que possam ser utilizadas na perfeição no novo iPad. As apps gráficas são as que têm um crescimento maior.

De acordo com a Cnet, o iMovie, por exemplo, cresceu dos 70 MB para os 404 MB. No entanto, muito deste crescimento deve-se também ao aumento de trailers e da biblioteca de media disponibilizada. No caso de jogos mais pequenos, como o Angry Birds, o aumento deve ser de poucos megabytes.

Sabe-se que cada app só pode ter até 2 GB. As que mais se aproximam deste limite são jogos como o FIFA 11 ou o 12, ou ainda o Infinity Blade 2. O denominador comum é que são jogos com grandes gráficos e ainda não se conhecem as versões otimizadas para o novo iPad. Do top de 25 aplicações mais populares da loja da Apple, a maior parte tem entre 20 e 50 MB, pelo que ainda há espaço para crescerem quando se otimizarem para o novo iPad.

Resta saber se os programadores vão optar por ter diferentes versões para o novo iPad e os modelos anteriores ou “obrigar” o consumidor a pagar pela aplicação otimizada para o ecrã retina, mesmo que não possa desfrutar das melhorias.

Palavras-chave

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Vídeos

Testamos uma pequena impressora que pode levar para qualquer lado e que pode ser usada para imprimir fotos a partir do telemóvel iOS ou Android. 

Testamos uns óculos de sol que incluem uma câmara e um microfone, o que lhes permite gravar vídeo e som em alta definição.

Testamos um monitor com resolução 4K, indicado para quem quer editar vídeos em ultra alta definição.

Testamos dois gadgets que ajudam a localizar objetos do quotidiano como chaves ou carteiras. Use o smartphone para evitar que se esqueça destes objetos em qualquer lado.

Testamos uma unidade SSD que usa as redes sem fios para receber e enviar dados.

A Não perder

 Não é preciso gastar 500 euros para ter um bom smartphone! É o que provamos nesta edição, onde analisamos e comparamos 27 smartphones dos 60 aos 250 euros

EI Tv

Em destaque neste programa:revelamos o serviço MB Way, que transforma o telemóvel em carteira e fomos até à AudioShow e à Lisboa Games Week.

Em destaque neste programa: testamos a EcoTank L555, a primeira impressora da Epson que usa tinteiros recarregados em casa e analisamos o convertível HP, com ecrã que roda completamente. 

Em destaque neste programa: conduzimos um superdesportivo amigo do ambiente e testamos um monitor para quer editar vídeo em ultra alta definição.

 

A KipstR é uma pulseira feita numa impressora 3D e que deteta quando o utilizador adormece em frente à TV para começar a gravar o programa que estava a ser visto.

X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .