exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Software

Oito projetos made in Minho para mudar o mundo

São oito softwares produzidos por alunos de mestrado de Engenharia Informática da Universidade do Minho. Amanhã têm a primeira prova de fogo em Braga

  • 333

Hugo Séneca

Cristian Baitg

Amanhã, às 14h00, será o momento da verdade para oito projetos desenvolvidos por alunos da licenciatura de engenharia informática da Universidade do Minho. No espaço GNRation, os mentores dos projetos Physer, MedQI, Guestool, Sportgest, SEBIS, Rentind, Weplim e SMYC vão dar a conhecer a uma plateia de peritos as soluções que desenharam com o propósito de mudar o mundo… ou apenas com o propósito de singrar no mundo dos negócios. O evento é apoiado pela incubadora Startup Braga.

No comunicado da Universidade do Minho, é possível conhecer um pouco mais destes oito softwares. Eis as breves descrições por ordem alfabética:

A Guestool propõe-se a desenvolver uma ferramenta de gestão de convites e ingressos para eventos variados e tem como elemento diferenciador o conjunto de ferramentas que promete gerar a interação entre convidados, relações públicas e estabelecimentos.

A MedQI promete atuar como um mecanismo de precaução que agenda consultas com pacientes, a fim de evitar o deterioramento do estado de saúde do doente.

A Physier também opera na área da saúde. É uma ferramenta móvel que opera baseada na Internet, que pretende aprofundar o acompanhamento de um doente e de um fisioterapeuta durante as sessões de recuperação.

O projeto Rentind tem a indústria por alvo e pretende ganhar um lugar no mercado enquanto ferramenta que permite alugar equipamentos industriais.

A Sebis também foi desenhada para a área do desporto, mas em vez de treinadores, tem como destinatários clubes ou gestores de recintos desportivos, que podem tirar partido de ferramentas que facilitam a gestão de ações de divulgação, pagamentos, inscrições ou controlo de presenças.

SMYC pretende funcionar como um apoio à preparação de uma viagem de turismo, com a disponibilização de funcionalidades que permitem obter informação de uma cidade a partir de mapas, pontos de interesse e troca de impressões com outros utilizadores.

A Sportgest pretende funcionar como uma ferramenta que pode ser usada por treinadores na planificação de jogos.

A Weplim pretende ajudar a usar a massa cinzenta. A ferramenta desenvolvida pelos alunos da Universidade do Minho tem como objetivo facilitar o trabalho de equipas durante o debate de ideias ou o denominado brainstorming.

  • 333