exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Software

Nuix: o software que ajudou a deslindar os Panama Papers

Os jornalistas do ICIJ usaram uma plataforma de análise de Big Data para analisar os 2,6 TB de dados do caso dos Panama Papers. Sem esta ferramenta, a investigação poderia ter demorado anos.

  • 333

Por uma vez, a Nuix saiu da discrição: foi esta empresa australiana que desenvolveu uma ferramenta essencial para ajudar os jornalistas que participaram no projeto do Consórcio Internacional de Jornalistas de investigação (ICIJ) a analisarem o enorme volume de dados que compõe os denominados Panama Papers. De acordo com a Reuters, a Nuix doou o software de análise para o consórcio de jornalistas e órgãos de comunicação com o objetivo de facilitar a deteção de relações entre as várias operações descritas em mais de 2,6 TeraBytes de e-mails, imagens e PDF que foram extraídos da sociedade de advogados Mossack Fonseca, do Panamá.

Angela Bunting, líder da Nuix, não enjeitou a oportunidade de reclamar o feito quando chegou a hora de ser entrevistada pela Reuters: «O que nós fizemos foi criar as condições para o ICIJ fizesse algo que não conseguiria fazer em meses ou anos».

O caso dos Panama Papers é revelador de uma nova ferramenta de apoio a jornalistas: depois de terem procedido à digitalização de um arquivo com mais de 40 anos (e que contém revelações do caso Watergate, dos anos 1970), os membros do ICIJ ficaram em condições de usar o software para as já banalizadas pesquisas por termos, e também para usar ferramentas que detetam padrões, relações entre ocorrências distantes no tempo e no espaço, entre outras funcionalidades que distinguem as plataforma de do denominado “big data”.

A Nuix contribuiu com o fornecimento da ferramenta – mas manteve-se alheada de todo o processo, desconhecendo mesmo a existência e o teor dos Panama Papers. O que exigiu que alguém com conhecimentos técnicos fizesse a descrição técnica dos recursos necessários para fazer correr um processo de dimensão equivalente, antes da cedência e respetiva configuração da ferramenta de análise de dados.

Além dos jornalistas, também é possível encontrar outras profissões entre os potenciais utilizadores da Nuix. Hoje, a empresa sedeada em Sidney, fornece soluções para as Nações Unidas e serviços secretos dos EUA, entre outras entidades governamentais que já recorreram à análise de dados para desmontar redes de pedofilia, tráfico humano e evasão fiscal.

  • 333