exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Software

Scom: a app que deixa assinar com o cartão do cidadão

A Scom permite emitir a assinatura digital e aceder aos dados restritos do cartão do cidadão a partir de um telemóvel. Acaba de ser lançada na Play Store

  • 333

A Scom é uma app – mas promete também tornar-se o caminho mais direto para o Cartão do Cidadão (CC). A app acaba de chegar à Play Store, da Google, e já não deverá demorar muito a chegar à App Store, da Apple. Foi produzida pela Present Technologies e tem como característica permitir ligar um telemóvel a um leitor específico que lê cartões do cidadão. Com este processo, a Scom permite aceder tanto aos dados que estão expostos no próprio CC, como àqueles que estão protegidos no chip de cada cartão (morada, assinatura eletrónica, etc.).

A Present Technologies lembra que, até ao lançamento da Scom, só era possível aceder ao CC com um leitor específico ligado ao computador. A aposta numa app de telemóvel promete abrir outras oportunidades de negócio. «Acreditamos que é uma solução única em Portugal. E estamos a preparar-nos para o Cartão do Cidadão Europeu, para quando for lançado nos podermos expandir para outros países», adianta Ricardo Fonseca, responsável pelo Marketing da Present Technologies.

A app Scom está a ser disponibilizada em três modalidades: uma primeira grátis que permite aceder aos dados de acesso livre e a alguns dados de acesso restrito; uma segunda modalidade que pressupõe o pagamento de uma anuidade de 150 euros para permitir a partilha e envio destes dados para diferentes serviços; e por fim, a última e eventualmente a mais apetecível das modalidades, com uma anuidade de 450 euros, que permite emitir a assinatura eletrónica que consta no cartão do cidadão.

Os valores envolvidos nas modalidades pagas confirmam que a Scom está longe de ser um serviço para toda a população: «É uma solução desenhada para um nicho de mercado, com profissionais que fazem muitas deslocações. Por exemplo, um presidente da câmara pode ter de assinar várias coisas, mas eventualmente, não pode fazê-lo quando está de viagem. O que significa que esse trabalho fica amontoado na secretária durante as viagens, se esse presidente da câmara não tiver como assinar os projetos quando em viagem», explica Ricardo Fonseca.

A Present Technologies não receia o lançamento de soluções concorrentes e garante mesmo que a Scom é um «serviço complementar» do serviço de autenticação Chave Móvel Digital. «Criámos uma solução segura, que exige que tudo seja feito na hora, com um leitor e com o cartão do cidadão. Pode ser importante em algumas situações», conclui Ricardo Fonseca.

  • 333