exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Software

Apple alarga caça aos bugs e aumenta recompensas para 890 mil euros

Foto: Justin Sullivan / Getty Images

A empresa de Cupertino pretende que os especialistas procurem falhas no macOS, iCloud, tvOS e watchOS e oferece recompensas "chorudas"

  • 333

Exame Informática

A grande novidade da Apple para a Black Hat foi a abertura do programa de caça ao bug para incluir vulnerabilidades no macOS. No entanto, a Apple anunciou também a extensão do programa para incluir bugs encontrados no tvOS, na iCloud ou no watchOS. A recompensa para quem consiga um ataque de execução de código no kernel no iOS que leve a que os atacantes possam controlar o telefone das vítimas, sem que estas tenham de ter qualquer interação, chega ao milhão de dólares, cerca de 890 mil euros.

Até aqui, o programa incluia apenas recompensas para falhas detetadas no iOS, o sistema operativo móvel da Apple.

Com o aumento do montante disponível e com o alargar do espetro de falhas possíveis de serem submetidas, a Apple espera conseguir que a comunidade de especialistas em segurança informática se dedique a encontrar bugs, ajudando a tornar os seus produtos melhores e mais seguros.

Recorde-se que há alguns meses, foi conhecido o caso de um investigador de segurança que recusou detalhar uma vulnerabilidade descoberta no macOS até que a Apple decidisse passar a recompensar por estas descobertas.

  • 333