exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Software

Adobe aposta na cloud e em apps para realidade aumentada e mista

Exame Informática

  • 333

A Adobe está a preparar três novas apps para lançar até ao final do ano, com especial enfoque na sincronização e utilização da cloud e na preparação para experiências de realidade aumentada e realidade mista.

Exame Informática

Abhay Parasnis, o responsável tecnológico da Adobe, apresentou a próxima geração de aplicações previstas para dezembro. A Aero, a Fresco e o Photoshop para iPad vão integrar-se melhor na cloud, tornando a colaboração de vários autores mais simples. Por outro lado, vão estar interconectadas e permitir alternar entre ambiente mobile e desktop rapidamente e sem se notarem diferenças.

Parasnis esteve no The Verge a falar sobre a estratégia da empresa e descreveu o Project Glasswing como um bom exemplo do que se pretende fazer: um ecrã de realidade mista que traz todas as apps da Adobe ao mundo real, sob a forma de um ecrã transparente, semelhante às layers do Photoshop ou do After Effects. A ideia da Adobe não é produzir um equipamento de hardware, mas sim encontrar uma forma de demonstrar o potencial das suas aplicações. O ecrã poderá ser aplicado em museus ou hotéis, oferecendo um misto de realidade com elementos digitais, sem que seja necessário óculos ou headsets especiais.

Nas restantes aplicações, a Adobe pretende que se trabalhe na cloud, mas que o utilizador não tenha essa sensação, com os ficheiros a parecerem locais e a estarem instantaneamente sincronizados, gravando todas as alterações.

A Fresco é uma das apps que está prevista e que replica a forma como as aguarelas e as tintas a óleo se comportam no papel. A aplicação resulta de oito anos de investigação da Adobe Sensei. O desafio foi conseguir obter performance, sem comprometer a autonomia dos aparelhos e reduzindo a latência para que os pincéis digitais se portassem como os verdadeiros.

Por outro lado, o Project Aero pretende que os artistas criem experiências imersivas em Realidade Aumentada sem que tenham de ter conhecimentos avançados de programação. O objetivo é que usem as ferramentas da Adobe que já conhecem e consigam criar animações e AR reativa, com fatores como iluminação e física automaticamente integrados. As experiências podem ser enriquecidas com texturas e materiais 3D da Allegorithmic, uma empresa que a Adobe comprou recentemente. A Aero está em versão beta, restrita a alguns artistas.

  • 333