exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Opinião

A tecnologia está a deixar o crime cada vez mais organizado

“Abre os olhos” é a primeira frase que se ouve no filme Vanilla Sky (o remake do espanhol Abre los Ojos de Alejandro Amenábar). As palavras doces saem da boca da personagem de Penélope Cruz e são destinadas à de Tom Cruise, mas, no fundo, deveriam ser dirigidas a todos nós depois de tomarmos consciência dos dados que a Europol partilhou recentemente

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

Sintetizando numa frase, a agência policial alerta para o facto de que a tecnologia está agora no cerne de praticamente todos os crimes graves. Por um lado, isto não deve causar grande surpresa se tivermos em conta que a tecnologia já está no centro da vida de quase toda a gente (mesmo que nem deem por isso). Mas, por outro, se analisarmos os crimes em si, é difícil conseguir ficar indiferente.

Os denominados crimes de colarinho branco estão na génese de quase toda a criminalidade grave, segundo a Interpol, e a tecnologia tem contribuído para disseminar, por exemplo, a lavagem de dinheiro ou a fraude. São estes crimes que depois servem de base para o crime organizado responsável por tráfico de pessoas ou de drogas.

Este conteúdo é parte integrante da Exame Informática Semanal. Para continuar a ler clique AQUI (acesso gratuito).

  • 333
  • Opinião

    É ultrajante a confirmação de que agências de segurança governamentais compram a privados o acesso a falhas de segurança. E, pior, mantêm essas falhas a descoberto, independentemente de quem as possa aproveitar. Uma vergonha.

  • Opinião

    A Uber vai ficar na história por várias razões e, a longo prazo, acredito que poucas delas serão positivas. É um caso de estudo interessante sobre como a imagem transmitida ao público e a realidade podem ser bem diferentes.