exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Opinião

Capacidades de produção de hardware em Portugal?

Portugal tem um tecido empresarial rico abrangendo várias áreas tecnológicas com capacidades para a industrialização de produto, mas será que está preparado para trabalhar com as startups emergentes de hardware?

  • 333

O prof. Borges Gouveia nas aulas de inovação chamava à atenção para o facto de ser difícil desenvolver um bom produto tecnológico se não tivermos em consideração três vetores. Tecnologia, geografia e história. Por esse motivo vou fazer um pequeno enquadramento não exaustivo do cenário em Portugal.

Nos últimos cinco anos começaram a emergir as startups de hardware. Tipicamente, criam produtos que têm componentes de eletrónica, comunicações em rede, sensores, software para servidores na cloud, aplicações mobile, componentes de metalomecânica, invólucros feitos por injeção plástica, etc. Estes produtos são tecnologicamente complexos e muito diferentes uns dos outros. Podem ser um pequeno dispositivo de localização Bluetooth para localização como é o caso do produto Lapa, ou o sistema de monitorização de colmeias equipado com vários sensores e sistemas de comunicação como é o caso do produto da APiS. Todos eles vão precisar de fazer design de produto no sentido mais amplo. Desde o desenvolvimento da usabilidade do software até à conceção e prototipagem dos invólucros da eletrónica.

Este conteúdo é parte integrante da Exame Informática Semanal. Para continuar a ler clique AQUI (acesso gratuito).

  • 333
  • O ataque WannaCry, que sequestrou dados de milhares de computadores em todo o mundo, veio dar razão aos alertas dos especialistas em segurança que têm vindo a alertar constantemente para o crescimento e perigos deste tipo de ataque. Felizmente, como acontece com a esmagadora maioria do malware, há formas de evitar esta e outras "infeções"