exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Opinião

O que acontece no GTA fica no GTA

Os jogos e a violência fora deles estiveram em discussão na Casa Branca.

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

Escrever um artigo de opinião (relativamente) sério que envolva o nome Donald Trump é um desafio, mas arrisquemos esse salto para o abismo e vivamos no fio da navalha durante uns escassos minutos. O presidente dos Estados Unidos reuniu recentemente com representantes e com críticos da indústria dos videojogos para debater a possível influência deste tipo de jogos em comportamentos violentos. Não, o facto de o encontro acontecer pouco depois do massacre numa escola da Florida não é coincidência.

A tentativa de colar este tipo de incidentes a fatores como videojogos ou música não é novidade – Marilyn Manson já o tinha sentido na pele em 1999 com o massacre de Columbine – e nunca deixa de parecer uma forma pueril de atirar poeira para os olhos das pessoas. Suponho que é uma forma de chutar para canto a questão do acesso às armas e do respetivo controlo.

Este artigo é parte integrante da Exame Informática Semanal. Para continuar clique AQUI.

  • 333