exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Testes

Sennheiser GSP 600 e Sony WI-1000X em teste

São bem diferentes: os Sennheiser são para gamers que procuram imersão total e os Sony para audiófilos que se querem concentrar apenas na música. Mas têm uma característica em comum: grande qualidade

  • 333

Estes auscultadores não enganam ninguém. Basta olhar para o seu aspeto arrojado para perceber que são os gamers o público-alvo deste dispositivo feito pela Sennheiser. A qualidade de construção é muito boa. Das melhores que já tivemos hipótese de ver num equipamento deste tipo. Quer dizer que é confortável – o que indicia ser possível passar longos períodos de utilização sem tenhamos de os tirar – e muito resistente. Durante o nosso teste, utilizamos um portátil de gaming (o Acer testado nesta edição) durante uma hora e não sentimos as orelhas quentes ou aquela sensação meio claustrofóbica (que pode acontecer em auscultadores de gaming dos mais pesados e melhor isolados). Os GSP 600 ajustam-se bem à cabeça e podemos regulá-los facilmente. A qualidade de som é muito boa. Com particular destaque para a qualidade dos graves e dos médios. O isolamento permitido pela qualidade dos materiais utilizados também é um garante de que o som exterior “fica lá fora” o que melhora a experiência de audição. Claro que nestas coisas de auscultadores é sempre difícil ter um som equilibrado. E, neste caso, sentimos falta de agudos. Mas, na verdade, são as outras frequências a mais importantes para os jogos – os sons que estão nos tiros, nos socos, nos movimentos – quanto à voz, ela acaba por ser bem reproduzida.

Este conteúdo é parte integrante da Exame Informática Semanal. Para continuar a ler clique AQUI (acesso livre)