exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Tutoriais

Como não receber publicidade personalizada no Facebook

Bastam poucos cliques para alterar as preferências de publicidade na rede social e para impedir que sejam fornecidos anúncios com base na utilização de sites e aplicações.

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

Alguns de nós não sabemos ou temos tendência para esquecer que o Facebook guarda muita e variada informação sobre os utilizadores – desde imagens e o que escrevemos ou comentamos em publicações, passando pelas pessoas com quem falamos, pelos itens a que fizemos Gosto ou que partilhámos, pelos sites que visitámos, etc… Parece muito? É mesmo! Até lhe lançamos um desafio: vá à página https://www.facebook.com/ads/preferences/?entry_product=ad_settings_screen para ver como o Facebook segmenta os seus Interesses (notícias e entretenimento, estilo de vida e cultura, pessoas, etc.). A rede social é transparente ao afirmar que mostra anúncios baseados na informação do perfil e na atividade feita no Facebook e fora dele, e permite igualmente adicionar ou eliminar preferências. Assim, nesta página, selecione um dos tópicos, veja quais os temas que lhe estão atribuídos e clique no X para apagar os que não considera relevantes.

Contudo, esta não é a única forma de alterar a maneira como o Facebook fornece publicidade. Entre na rede social e aceda à área de Definições. Clique na opção Anúncios, que surge no menu do lado esquerdo (ou, em alternativa, digite https://www.facebook.com/settings?tab=ads&view na barra de endereços) e selecione Não nos campos Anúncios com base na minha utilização de sites e aplicações e Anúncios em apps e sites fora das empresas do Facebook.

Contudo, antes de avançar para esta opção, tenha em mente que a personalização dos anúncios também visa garantir que o utilizador recebe a publicidade que pode ser potencialmente mais interessante para o seu caso específico. Isto é, ao seguir estes passos não vai conseguir acabar com os anúncios na Internet (a publicidade é uma das principais responsáveis pelo facto da maioria dos conteúdos online serem gratuitos), pelo que, se esse for o seu objetivo primordial, avance antes para a instalação de uma extensão específica para esse fim (como o AdBlock, por exemplo).

Nota: Este conteúdo foi originalmente publicado na Exame Informática nº 253.

  • 333